"O meu mundo paralelo: Ler"


Já dizia Carlos Drummond de Andrade.

"A leitura é uma fonte inesgotável de prazer mas por incrível que pareça, a quase totalidade, não sente esta sede."

Ler... para alguns é uma casualidade informal, para outros é um simples ato de se obter o prazer de estar em vários lugares ao mesmo tempo, para mim, é a forma mais incrível de entrar em um mundo totalmente paralelo e diferente, de viajar sem ao menos sair do lugar. Sempre fui fã de leitura, nunca privei-me da beleza que é ler um livro, mas essa minha paixão tem aflorado especialmente nessa minha transição de adolescência (ou "aborrescência") para a juventude. Não sei ao certo o que me prende aos livros, mas sei que cada história que eu leio é uma aventura diferente, e ao menos eu posso criar o meu mundo, sem sofrer as pressões que é viver no mundo real. Quando leio, vivo no meu mundo, sem "pré-conceitos", sem julgamentos, sem regras... Tudo faz parte do meu mundo, eu crio, eu faço as regras, eu domino. Estou sempre aberta a novas possibilidades, novas leituras, mas, no momento estou me deliciando dos romances sem comparação do autor Nicholas Sparks (Veja uma publicação especial dele, aqui) não sei o que há com ele, mas sei que cada vez que me aprofundo em seus livros, a minha visão sobre a vida, muda. Me emociono, me apaixono, fico angustiada, as vezes irritada, triste... tudo em apenas um livro (ou vários), o Nicholas tem esse dom, de nos fazer sentir um milhão de sentimentos ao mesmo tempo! Ainda tenho uma lista beeem grande de livros que quero ler, mas antes de tentar completar essa lista, quero completar a minha lista de livros dele, quero ler todos, e sei que vou conseguir. Dentre os livros do Nicholas que eu já li, estão: Diário de uma paixão, Querido John (*-----*), O melhor de mim e no momento estou no quinto capitulo de A ultima musica. Os próximos serão, Um porto seguro e O guardião. Pena que não da para eu ler mais de um livro ao mesmo tempo, eu adoraria, mas me falta justamente o tempo! 

Bom, não importa o que você for ler, o que importa é isso, ler. Viaje, se encontre, ou até mesmo se desencontre, chore, ria, fique irritada (o), mas leia, porque é uma das sensações mais sensacionais que alguém (que realmente goste de ler) pode ter. 

"Sempre imaginei que o paraíso fosse uma espécie de livraria."

Um beijo,
Alice.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...